sexta-feira, 26 de abril de 2013


DEMOCRACIA AS AVESSAS

Calar é necessário, pois o silencio é uma prece, mas não fazer parte da história poderá ser revoltante.
Queria um estado democrático, sim lutamos para isto, muitos foram os tombados de ambos os lados, e mesmo assim não conseguimos tirar proveito de toda esta situação.
Mas persistimo em viver em um reino limítrofe, entre regimental e o ditatorial, e olha que não foi por falta de escolha. Talvez não sabemos escolher, e quando escolhemos somos escolhido.
Depois de muito acordo o estado democrático surgiu, e em fim deixamos para traz todos aqueles que deram suas vidas para que isto acontecesse, porém de certa forma ainda o reino precisava de ajuste e então a solução encontrada era a condução de um Rei Filosofo ao trono para comandar este novo reino.
E dessa forma foi feito, mas algo não sairá a contento, pois este Rei Filosofo começou a desfazer da fortuna do reino, por que ele acha que o estado deveria controlar somente o palácio, deixando os servos ao relento da burguesia, e que ao mesmo tempo não entendia o que estava ocorrendo. Mas, porém o Rei era Filosofo e então era sábio e o povo não questionou, e quando indagado que era muito pouco tempo para que pudesse fazer um principado ideal, os servos novamente o conduziram ao trono.
Mas algo saiu errado e no decorrer dos anos, mais uma vez os servos se sentiram abandonados pelo seu Rei e ao final de um ciclo entendeu-se que o verdadeiro Rei deveria vir da Classe operaria.
Subtendia que uma ditadura do proletariado poderia surtir mais efeito, e então conduziram ao trono um Trabalhador, na esperança de que este retirasse os seus servos das mãos dos neoliberais e trouxesse á tona à verdadeira Democracia.
A Democracia aqui requerida seria a da liberdade das vontades, da justeza, da escolha, porém a que se projetou foi a Democracia da indução, da imposição, da indignidade, da censura.
Então se percebeu que este Rei Trabalhador, também não salvaguardaria seus servos, e ainda, para reconquistar o que foi perdido pelo seu antecessor, fez contratos assombrosos e andou por caminhos incertos se assegurando que nenhum de seus súditos tomasse conhecimento.
Mais uma vez, e agora com a ditadura da democracia, foi imposto aos servos que reconduzisse ao trono novamente O rei Trabalhador, em outro formato e de forma indutiva.
O mais interessante e que o reino inteiro esta dominado pela falsa democracia, sucumbindo os sonhos, à vontade, a força e etc.
Ora mais o que vejo! A Esperança ainda resiste, e assim sendo eu ainda sonho com um estado democrático verdadeiro, aonde possamos observar pessoas livres, respeitadas e respeitosas.
Uma Nação soberana e de livres pensadores, capaz de decidir por si só. Uma Nação Independente acobertada pela liberdade de ação e coercitiva a injustiças.

CTA.'.®© Projetos™ 2014